segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Viagem à Natal!


Foram 537 Km pecorridos de Fortaleza à Natal, da "Terra da Luz" à "Terra do Sol", numa viagem tranquila, asfáltica, muito embora, trechos necessitem de reparos. A vegetação do Ceará de cajueiros, carnaubeiras, enquanto que a do Rio Grande do Norte se caracteriza por gigantescos mandacarus e arbustos.Saimos para exposição de orquídeas de Natal, uma cidade limpa, bonita e organizada. Depois de um banho de mar na praia de Ponta Negra, mergulhamos nas orquídeas.
Muitas variedades expostas, com destalhe para um vaso imenso de Ludisia discolor, que acabou ganhando o primeiro lugar. Não podia dar outra. Destaque também para um Dendrochillum cobianum. Muitos híbridos chamavam a atenção pelo colorido, boa forma e pelo tamanho! Mas as Vandas, pôxa, as Vandas estavam um show! Um show para os olhos e para a alma de um simples imortal!
Todo e qualquer evento, os amigos também se destacam pela atenção redobrada, pelo carinho e o jeito de receber. De cara encontramos o Cassiano Lamartine, que foi nos presenteando com orquídeas do Orquidário Flores do Lago. Muita coisa boa nos aguardava. Atendendo a seu convite,saimos eu, Ju e Sr. Toshio para visitar o seu orquidário, que em três anos aumentou muito o número de plantas. Uma Cattleya leopoldii chamava a atenção pelas pintas, formosa e perfumada. Muitas outras se mostravam, sem falar que na varanda da casa estava repleta de orquídeas floridas, híbridos que não cabiam na palma de minha mão. Cassiano tem alguns tronco de árvores repletos de orquídeas, do tipo que aguentam o sol inclemente do Nordeste.
Agradecemos os mimos recebidos e voltamos para exposição. E fomos encontrando os amigos, primeiramente os de João Pessoa, Zoraide,Eridan, Judite, Hugo, Sr. Toshio, Ovídio, depois os de Maceió, Rafael, Edson, Fernanda, que se justaram a nós para uma foto, Carlos Hipólito de Recife, representando a ASSOPE.



À noite chegou e lá estava Messias da ACEO, com o filho Fernando, uma sobrinha e um amigo, o Cel.Sartro com a esposa Ana. Uma festa estes encontros de amigos! No domingo, curtimos os filhos e nora na piscina do hotel, afinal ninguém vive só de orquídeas! Retornamos para exposição para encontrarmos a Cecília Pinto, uma orquidófila de conceito e muito querida por todos nós. Ao descermos do carro já avistamos o Italo, presidente da ACEO, e Teresa, sua esposa. Paramos ali mesmo na calçada para uma pose e seguiram viagem. Após vermos e fotografarmos a exposição, saímos para almoçar. Cecília nos convidou para conhecer seu cantinho de orquídeas em sua casa. Belo cultivo e o que mais me encantou foi a touceira de Renanthera coccinea florida num tronco. Nos presenteou com um híbrido feito por ela de uma Laelia purpurata "carnea" x Cattleya granulosa. Não tenho a menor idéia de como será a flor, mas uma coisa é certa, grau 10 pela iniciativa da amiga em fazer cruzamentos em casa, provando que tudo é possível, quando se tem vontade.
Com relação a exposição não posso deixar de comentar os stand´s de Adenium, suculentas e cactos, bromélias, roseiras e outras plantas, arranjos de helicônias, bonsai, acessórios para plantas. Tinha de tudo, daí o sucesso garantido de público, que prestigiou o evento nos três dias consecutivos do primeiro fim de semana de setembro.
Além dos stand´s, palestra de cultivo de orquídeas e uma oficina de bonsai. Retornamos para Fortaleza com menos dinheiro na conta, mas na certeza de desejarmos voltar em outras ocasiões, principalmente se o motivo for orquídeas.
Texto e fotos: Vera Coelho

3 comentários:

World Champ Stephen Neal disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
JOSE LUIZ disse...

Vera...que vontade ter estado lá...Natal, terra do sol, mas..porem, muuitos gastos aqui!!! Agora, que ainda conhecerei Mossoró, pode ter certeza!Agora...que o Stephen Neal é o cara! ah! isso ele é...já ganhou como "The man of the year"! Passo meu troféu pra ele! rs!

alzegirao disse...

Oi Vera, sou apaixonada por Adenium, gostaria que você me ensinasse a fazer a polinização deles. a propósito, parabéns pelo passeio, imagino que você se sentiu no paraízo hem? Um abração, alzenir.