domingo, 14 de dezembro de 2008

Você quer namorar comigo?

Amigos, esta história é verídica, os personagens, por felicidade, são meus amigos e moram em São Paulo. Os nomes são fictícios: Zeca e Nina. Qualquer semelhança é mera coincidência.

A própria Nina conta esta historinha que marcou sua vida. Vejam, como é linda!

Duas crianças que não se conheciam. Através de amigos do irmão da menina, eles se conheceram e, durante dois anos, formaram um grupo de amigos, onde o rapaz tímido (na época um "mancebo" de 20 anos) só podia sentir amizade, por uma "menininha" falante e barulhenta de 14 anos.
Final do ano de 1964. Muitos bailes de formatura, "obrigatórios" naquela época. Os amigos, como sempre, não perdiam nenhum deles. Dançavam bastante, em geral, com pessoas conhecidas, mas não da mesma turma, embora estivessem todos sempre perto uns dos outros. Nesta turma de amigos já havia dois casais de namorados e, um novo par se formou.
Naquele fim-de-semana de 12 e 13 de dezembro (sábado e domingo) haviam sido convidados para dois bailes. Piores do que "arroz-de-festa", nenhum deles faltou aos dois. Segunda-feira, 14 de dezembro de 2008. À noitinha toca o telefone, uma "moleca" de 16 anos, disputa uma corrida com o irmão para poder chegar primeiro. Ao atender, o coração dispara ao ouvir uma voz tímida, mas já tão querida perguntar:

― Você quer namorar comigo ?

A resposta foi rápida e direta :
― SE QUERO !!!

E, assim, começou o namoro, que hoje completa 44 anos.

O noivado foi em 06 de janeiro de 1968 e o casamento em 16 de maio de 1969.


Foram datas inesquecíveis e emocionantes , que só se tornaram possíveis, porque apesar de ter pouca idade, tive a felicidade de perceber que o Zeca seria o amor da minha vida.


Nestes 44 anos juntos, o namoro continua cada vez mais firme, agora, com a cumplicidade dos filhos, genro, nora e netas.


É maravilhoso podermos envelhecer juntos, mantendo nossos corações sempre jovens e apaixonados.




Até hoje, a minha resposta é sempre : SE QUERO!









Beijos,
Nina
Gente, não é querendo bajular estes dois, porque não preciso disso. Sou cumplice deste amor eterno! Um não viaja sem o outro e se tem que viajar, o que fica fica morrendo de saudades e o que vai, deseja o mais rápido voltar. Quando estiveram em Fortaleza em 2007, foram muitas as demonstrações de carinho, o zelo, a preocupação um com o outro. Se a Nina ia tomar banho de mar, o Zeca ficava a vigiar. Protetor solar era carinhosamente passado na pele do outro, como um afago! E na hora da refeição o cuidado de não faltar nada para o grande companheiro. O amor é lindo! O amor é isto aí!
Que vocês vivam muitos, mas muitos anos nesta eterna lua-de-mel!

2 comentários:

Nina Maria disse...

Vera,querida amiga-irmã
Obrigada pelo seu carinho.
Se Deus permitiu que o Zeca e eu nos encontrássemos, também nos permitiu que você fizesse parte de nossas vidas.
Nós a amamos
Nina

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Obrigada minha amiga-irmã. Deus foi tão maravilhoso que fez cruzar nossos caminhos e assim passei a fazer parte desta linda família. Nós aqui também amamos vocês.
Vera