terça-feira, 18 de novembro de 2008

ASSIM FOI O II FESTORQUÍDEAS










O Atelier das Artes do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura foi cenário da mais bela exposição de orquídeas, de encontros e reencontros de amigos. O evento teve uma dimensão bem maior que o FestOrquídeas do ano passado, quando este se extendeu a vários stand de outras plantas e acessórios de jardinagem, dando oportunidade do público adquirir adubos, etiquetas, vasos, cachepot, etc.O II FestOrquídeas começava no dia 14/11/2008 (Sexta-Feira), mas na Quarta-Feira desembarcavam às 13:30h, no Aeroporto Internacional Pinto Martins o Prof. René Rocha, autor do livro ABC do Orquidófilo para uma, várias e muitas orquídeas e sua senhora, Sheila. Na mesma noite levamos os amigos para comer camarão, escolhido na hora e frito ali diante de nós. Como éramos quatro, pedi para acrescentar mais duas postas do peixe "cavala". A noite foi bastante animada, muita conversa e bastante música, inclusive um grupo pagodeiro complementou a alegria. Prof. René, que também é músico, apreciou toda aquela movimentação. Ainda tínhamos a Quinta-Feira livre, aproveitamos para mostrá-los a Praia do Futuro e lá Sheila não dispensou molhar os pés nas águas do mar, enquanto o professor degustava mais camarão e lagostinha, afinal, em Minas Gerais não é tão fácil encontrar estes frutos do mar. Que vidinha mais ou menos, não é professor! É chegada a Sexta-Feira, dia do recebimento das plantas e em seguida o julgamento. Este ano tivemos como juízes o Luiz Wilson Lima Verde (ACEO), José Pompeu de Souza Brasil Jr., membro da Sociedade Cearense de Orquidófilos, hoje Associação Cearense de Orquidófilos e o Prof. José René Rocha, de Areado-MG. Quero abrir um parêntese para dizer do prazer imenso que tive em conhecer o Sr. Pompeu, um desejo antigo que eu acalentava. Ainda quero saber dele como surgiu a Cattleya labiata rubra do Pompeu.
E em reunião secreta, os três juízes decidiram a premiação. Para não me alongar muito, relacionarei apenas os primeiros lugares: Melhor Orquídea Cearense: Cattleya labiata - Diva Diniz; Melhor Espécie Nacional: Laelia tenebrosa "Maria Fumaça" x "Fujita"- Vera Coelho; Melhor Espécie Estrangeira: Coelogyne pandurata - Gerson Reis; Melhor Espécie Botânica: Notylia longispicata- Selene Garcia; Melhor Híbrido: Blc. Capitain Pessoa - Mirian Feijó e a orquídea mais votada pelo público, através do voto popular foi a Blc. João Paulo Fontes - Italo Gurgel. Todas eles ganharam o belíssimo troféu "Labiata de Ouro", confeccionado pela artista plástica Aurinete Porto. O pódium estava completo. A Coelogyne pandurata e a Notylia longispicata são de orquidófilos vindos de Natal-RN. Além do Prof. René Rocha (Areado-MG), Gerson Reis (Natal-RN), Selene Garcia (Natal-RN), Esmeralda (Natal-RN), Carlos Hipólito e senhora (Recife-Pe) e Sr. Toshio e senhora (João Pessoa-PB), muitos orquidófilos do interior do Ceará, principalmente de Viçosa do Ceará, Guaramiranga e Sobral estiveram prestigiando o II FestOrquídeas.
Na manhã de sábado o auditório ficou pequeno para o público que veio assistir a tão esperada palestra do Prof. René Rocha que falou de forma descomplicada como se cultiva orquídeas, começando pelos erros que cometemos. A palestra foi aberta ao público com direito a uma apostila trazida pelo mestre. Na parte da tarde, às 17 h, foi a vez do Prof. Roberto Jun Takane proferir a palestra sobre substratos. Na oportunidade Takane apresentou seus livros já publicados, prometendo para muito em breve o lançamento de mais dois.
Nos três dias de evento, o Prof. René vendeu o seu livro ABC do Orquidófilo para uma, várias e muitas orquídeas, autografando e tirando as dúvidas daqueles que o procuravam. Fiquei na responsabilidade de representá-lo, de modo que, quem o desejar adquirir estarei sempre com um exemplar a disposição, bastando me procurar pelo e-mail: veracoelhov@gmail.com Poderei despachar para qualquer Estado brasileiro. O orquidário comercial estava simplesmente magnífico com muitas espécies e híbridos de encher os olhos e furar o bolso de qualquer imortal. Laelia purpurata de todas as variedades, bem como a Laelia lobata. Não resisti e comprei uma variação alba. O Aroldo do Orquidário Flores do Lago sorria a toa, de tanta felicidade, primeiro por voltar à Fortaleza e segundo por vender quase todo o estoque em praticamente dois dias. Quem deixou para comprar no terceiro dia, já não encontrou tantas orquídeas floridas. No sábado à noite o jantar de confraternização entre os orquidófilos foi no restaurante "Novo Fogão", na Av. Barão de Studart. Lá os orquidófilos associados e visitantes de outros Estados se reuniram para um gostoso e descontraído bate-papo. Na oportunidade o presidente da ACEO, Italo Gurgel e Teresa Neuma, sua esposa, fizeram a entrega dos troféus de Gerson e Selene, porque viajariam no domingo cedinho, não podendo, portanto, receberem no domingo à noite.













Quero destacar o trabalho incansável dos recepcionistas que trabalharam no II FestOrquídeas: Evandro, Edneuda, Fabrício, Camila, Girlânia, Adriana, Ana Karla e Madalena. Numa escala de revezamento, cumpriram todo o esquema por nós traçado. No final uma recompensa, posaram com a Miss Ceará, a linda Vanessa Vidal.

O público teve duas oportunidades para aprender a plantar uma orquídea, através de oficinas dadas por Espedito e Valdir.
E as orquíeas? Finalmente iremos mostrá-las. Como eram muitas, postarei apenas algumas, aquelas que mais chamaram a atenção do público:























Texto: VeraCoelho


Fotos: Vera e Juliana Coelho

4 comentários:

JOSE LUIZ disse...

Oi Vera! Bonito texto e lindas fotos! Água na boca na descrição dos camarões...hmmm! Mas o bonito mesmo são as fotos de algumas orquídeas que você postou!!! Valeu amigona!!! Bjs!

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Oi José Luiz, texto simples porque o cansaço me abateu. Tenho dormido muito para tentar me recuperar. Disseram até que emagreci, mas isto é coisa boa. rsrsrsrsrs
Muitas orquídeas lindas, mas lindas mesmo! Beijão, Vera

katia disse...

Parabéns, que belíssima exposição!
Valeu toda a trabalheira, não é mesmo?
Ai, ai e os camarões, hein? Que delícia, fiquei com a maior "inveja"!
Abraços!

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Kátia, valeu sim.
Quanto aos camarões, tire umas férias e venha para Fortaleza. Aqui eles são bem em conta.
Abraços,
Vera