quinta-feira, 18 de março de 2010

Manaus ganha um belíssimo Orquidário Estadual.

A capital amazonense está de parabéns pelo belíssimo epifitário/orquidário construído no Parque Senador José Jefferson Carpinteiro Peres, matéria enviada pelo meu amigo Dr. Pedro Ivo Soares Braga, um dos autores do projeto, a qual tenho o maior prazer em divulgar para todos os meus amigos e visitantes deste Blog. Serão reunidas inicialmente todas as orquídeas da Amazonia e outras plantas da região. Agradeço em nome dos brasileiros ao Dr. Pedro Ivo, Luiz Carlos Bonates e ao José Luiz Maia pela feliz iniciativa. Segundo Rodolfo Lacerda, Orquidófilo de Manáus, o Governo estadual, está realizando um dos maiores projetos de âmbito nacional, no que diz respeito a reformas sociais e ambientais, chamado PROSAMIM. Esse projeto está revitalizando as margens dos igarapés de Manaus, onde antes tinham casas sobre os igarapés, contribuindo para a poluição e marginalidade, os maiores índices de vendas de drogas eram nessas áreas. Com a limpeza e urbanização das áreas, foram diminuídos os índices de poluição e criminalidade nestes locais em cerca de 60%. Em vários pontos desse projeto, estão construindo praças para recreação familiar. Conclui: Uma dessas áreas, no centro da cidade, chama-se Parque Senador Jefferson Peres, neste local foi construído então o Orquidário Estadual. As fotos são do amigo Rodolfo Lacerda.


O Parque Senador José Jefferson Carpinteiro Peres inaugurado no dia 1 de setembro de 2009, é um espaço público edificado entre os igarapés de Manaus e do Bittencourt, dois tradicionais pontos urbanos da cidade de Manaus. Parte de um programa de revitalização ambiental, o Parque permite o conhecimento de um pouco da história política, social e paisagística da capital amazonense, especialmente a do período da economia da borracha. Tem como uma das principais atrações o epifitário (Orquidário). As plantas floríferas epifíticas (orquídeas, bromélias, aráceas, entre tantas outras) são particularmente características das florestas pluviais tropicais, são as últimas a colonizar os ecossistemas e devido a sua grande especialização são as primeiras a ser extintas.



O epifitário será denominado de Orquidário João Barbosa Rodrigues, uma feliz iniciativa do Governo do Estado do Amazonas, através da Secretaria de Estado da Cultura e vem preencher uma lacuna no Estado, propiciando aos Manauaras e aos turistas que nos visitarem a oportunidade de apreciar suas belas e preciosas flores. Essa homenagem é mais do que justa, pois o Botânico João Barbosa Rodrigues foi um dos primeiros a estudar as orquídeas da região amazônica e que publicou extensa obra botânica.


A implantação do Orquidário João Barbosa Rodrigues (OJBR) no Parque com espécies amazônicas aberto à visitação pública é uma ação concreta para a conscientização e educação ambiental da população. A Secretaria de Estado de Cultura (gestora do Parque) firmou uma cooperação técnico-científica com a Coordenação de Pesquisas em Botânica do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (CPBO-INPA), sendo essa responsável pelos serviços técnicos científicos de implementação do epifitário com os seguintes objetivos: implantação de um epifitário com espécies amazônicas com suas ações voltadas à população e ao apoio de pesquisas científicas; promover a exposição de plantas epífitas da flora amazônica (orquídeas, bromélias, aráceas, etc.) tanto para a contemplação e sensibilização humana quanto para demonstrar a potencialidade floricultora dessas espécies; desenvolver ações de educação ambiental e conservacionista.


A estrutura foi construída em armação de ferro e coberta com duas telas sombrites de 50 %. As bancadas para o cultivo das orquídeas são de ferro com tela galvanizada nas prateleiras. O chão na parte central do orquidário é decorado com pedras portuguesas e as demais áreas preenchidas com pedra brita. Dois vaporizadores (climatizadores) foram instalados, visando regular a temperatura do orquidário (Estão previstos 4 para dar o efeito do orvalho de cachoeira). Na foto o vaporizador ligado a mangueira que o abastece com água. Cada vaporizador diminui a temperatura do orquidário em cerca de cinco graus celsius.




A tarefa de implementação ficou direcionada à construtora Andrade Gutierrez, sob orientação técnica da Secretaria de Estado de Cultura (gestora do Parque) e da Coordenação de Pesquisas em Botânica do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (CPBO-INPA), sob a coordenação do meu ex-orientado de Doutorado Luiz Carlos Bonates e com a minha orientação também. Para isso, foi necessário coletar, limpar, fumigar, nutrir, aclimatar, identificar botanicamente, catalogar e manejar as epífitas coletadas e selecionadas. Agora as plantas estão em fase de adaptação e formando raízes. Na próxima floração iremos começar a selecionar as plantas.



Sem dúvida foi um ganho formidável para o amazonense e para o turista que venha nos visitar, finaliza Pedro Ivo.

12 comentários:

Aparecida Martinez disse...

Belissimo trabalho esse desenvolvido em Manaus, mas não posso deixar de dar os parabéns à amiga Vera pela excelete postagem em seu blog.
Abraços
Cida Mangerona

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Cida querida amiga, precisamos divulgar o que os orquidófilos fazem de bom pelo nosso Brasil. Quem conhece Dr. Pedro Ivo, sabe de sua competência, sabedoria e vontade de sempre realizar o melhor.
Abraços,
Vera Coelho

Marliborges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marliborges disse...

Olá
Adorei seu blog, sou louca por orquideas e aqui me deliciei. Manaus está de parabéns, aliás, todos nós estamos com a realização de um trabalho dessa envergadura em terras brasileiras. E parabéns à você pela excelente divulgação.
Já virei tua seguidora, rsrs.
Beijo grande.

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Marli, concordo com você, uma bela obra a ser seguida por todos os estados brasileiros. Belém e Manaus tem grandes orquidófilos, que fazem pesquisas e trabalham sério em prol da Orquidofilia.
Pode me seguir a vontade. Já viu o orquidário em São Gonçalo do Amarante aqui no Ceará? Fomos conhecê-lo no dia 19 de março, dia de São José. Abraços,

lalinha disse...

qual é o endereço desse espaço lindo?
as orquídeas podem ser comercializadas?

lalinha disse...

qual é o endereço desse espaço lindo?
as orquídeas podem ser comercializadas?

lalinha disse...

qual é o endereço desse espaço lindo?
as orquídeas podem ser comercializadas?

Bruna disse...

oi meu nome é Bruna e eu estou fazendo um projeto sobre orquideas e queria saber mais sobre elas vocês podem me informar onde fica esse orquidário?

Bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

oi bom dia pessoal preciso de informações sobre sementes de cattleya eldorado linden ou outra variedade da região amazônica de cattleya, sou estudante de engenharia agronômica e estou desenvolvendo um trabalho sobre germinação das sementes para repovoamento de especies vegetais para floresta e estou precisando de sementes desta especie... gente meu email pra contatos é heltomar@gmail.com
podem mim indica orquidófilos que trabalham com essas especies ou mim passa o telefone do orquidario estadual de manaus.

marnegro disse...

oi boa tarde meu nome é heltomar araujo de oliveira estou precisando com muita urgência adquirir sementes e mudas de cattleya eldorado linder gente mim ajude por favor estou precisando muito é um trabalho acadêmico de conclusão de curso, preciso muitas das sementes com urgencia muita urgencia, meu email é : heltomar@gmail.com ou heltomar@hotmail.com

ficaria muito agradecido e tenho mudas pra troca de especies da regiao do xingu.....