domingo, 1 de novembro de 2009

Gongora quinquenervis Ruiz & Pavón









Este gênero de orquídeas foi exaustivamente estudado por Ruiz & Ravón e dedicado a Don Antonio Caballero Gongora, bispo de Córdoba, (Espanha) e vice rei de Granada (México).

Cerca de cinquenta a setenta espécies já foram descritas, que vão do México ao Sul do Brasil, vegetando em árvores à sombra de matas úmidas.


  • atropurpurea Hooker. do lat. artif. ater, atra, atrum, preto + purpureus, purpureo. Gongora de púrpura escura.

  • bufonia: adj. lat. artif. derivado de bufo, bufonis, sapo, assim chamada pela semelhança das flores com a figura exótica desse bratácio.
  • minax: Reichenbach f.: cf. Galeandra minax.
  • nigrita: do adj. lat. niger, nigra, nigrum, preto brilhante. É um  diminuitivo espanhol. As flores aparecem pontilhadas de inúmeros pontinhos pretos.
  • quinquenervis: o nome quer ser um adj. artif. formado de quinque, cinco + nervus, nervura, característica, decerto, das folhas.
  • unicolor: adj. lat. formado de unus, um + color, cor.
Embora o Pe. Gonzáles Raposa só cite seis espécies, outras foram encontradas por pesquisadores e botânicos.
Fonte: Dicionário Etimológico das Orquídeas do Brasil - Pe. Gonzales Raposo.






"A espécie de orquídea Gongora quinquenervis Ruíz & Pavón é uma das 25 espécies pertencentes a este gênero amplamente cultivado. A espécie é epifítica e apresenta inflorescência racemosa, multiflora e muito perfumada.

A cultura de tecidos é freqüentemente utilizada para a propagação clonal em massa de híbridos e espécies de orquídeas, possibilitando a obtenção de plantas de alta qualidade fitossanitária em curto período de tempo (Arditti & Ernst, 1993)." Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2001001000015

A Gongora quinquenervis pode ser encontrada na natureza, nas cores branca (alba), amarela, amarela com marrom, com ou sem pintas e vermelha.

Gongora flaveola

Gongora bufonia

Gongora rufescens

Gongora scarpephorus

Gongora quinquenervis

Gongora nigrita

Gongora bufonia
Prof. René Rocha diz em seu livro "ABC do Orquidófilo para uma, várias e muitas orquídeas" que "o gênero de 70 espécies epífitas estreitamente relacionadas com Stanhopea. Esse gênero do México e América tropical possui flores (acima de 30) de até 5 cm, intensamente perfumadas, em hastes arqueadas e longas que surgem das bases dos bulbos rugosos e com duas folhas pregueadas no seu ápice. Suas cores variam conforme a espécies, mais comuns em amarelo, creme, marrons ou avermelhadas. Suas flores são de curta duração. As mais conhecidas - armeníaca, aromática, fufonia, nigrita, pardina, quinquernervis, sanderiana. O seu cultivo é igual ao de Stanhopea."
A gênero Gongora é de fácil cultivo, devendo ser plantada, de preferência em    cachepot. Possui  pseudobulbos que lembram a fruta carambola e as flores muito exóticas, possuem duas políneas cerosas.
A Gongora quinquernervis poderá ser vista no 3º FestOrquídeas, que acontecerá em Fortaleza, nos dias 13, 14 e 15 de novembro de 2009, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.
Vera Coelho é orquidófila e Vice Presidente da Associação Cearense de Orquidófilos.

Um comentário:

Leonardo Leão disse...

Alguém sabe como conseguir uma da variedade alba ou amarela?