quinta-feira, 30 de julho de 2009

Serra, Café, Chocolate, Flores e Frio












Não tem coisa melhor que sair da rotina, esquecer por uns dias das tarefas domiciliares, das reclamações dos condôminos e viajar com a turma para um lugar sossegado, longe da buzinada de carros e de sons eletrizantes.

Na sexta-feira, dia 24 de julho, reunimos os amigos e familiares e fomos curtir o friozinho do maciço de Baturité, escutar o barulho das águas que caem das cachoeiras, o perfume das flores, o canto dos pássaros e comer muito chocolate.







A estrada até chegar lá está péssima, era preciso escolher o buraco menor para o carro passar, é aí que vemos o descaso dos prefeitos, mas seguimos em frente, afinal estamos mais é querendo relaxar e chegamos em Baturité, onde fomos conhecer o Mosteiro dos Jesuítas, uma belíssima construção em pedra tosca e cal, fundada em 06 de agosto de 1763. Como os padres estavam em retiro, não pudemos entrar, a não ser no museu. Nem porisso deixamos de fotografar e ver a belíssima paisagem lá de cima.









E lá seguimos para Guaramiranga conhecer o Convento dos Capuchinhos, hoje funcionando como pousada. Seus jardins muito bem trabalhados com diversas plantas da região, destaque para as hortências e os lírios da paz, dando um ar bucólico aquele lugar. Uma parada para umas fotos na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, onde se tem uma visão de todo o maciço, com suas majestosas palmeiras imperiais.


Seguimos para outros pontos turísticos, antes era hora de forrar o estômago, afinal a roncadeira já era grande. Ficamos mesmo na Praça Raquel de Queiroz, com várias opções de restaurantes e cafés.




Logo alí tem o Pesque e Pague, lugar agradabilíssimo, mesmo para para quem não quer arriscar uma pescaria. O restaurante Manjericão no entorno do lago é ponto obrigatório para saborear uma boa comida ou uma xícara de café, ainda sentir o cheirinho da erva, plantada em canteiros.










Várias pousadas por perto, difícil é eleger a mais bonita e agradável. Conhecemos uma onde as orquídeas e bromélias reinavam livrementes, longe dos predadores. O Epidendrum latiforme e difforme estavam em plena floração.













E lá vamos nós subindo para Pacoti, onde aconteceria o II Festival Café com Chocolate e Flores, uma combinação perfeita para os amantes da natureza. Este ano o evento se realizou no Pólo de Lazer da cidade, ao longo do rio e debaixo de muitas árvores. Muitos stand´s foram montados, além de teatro e show ao ar livre. Cerca de 60 stand´s atraíram milhares de visitantes para compra de artesanatos, flores, café orgânico e uma ilha de chocolate, que em forma de bombons, barras, líquido e trabalhado com frutas e cafés eram encontrados. Sem dúvida alguma um evento que ficará para sempre no calendário da cidade e aprimorado a cada ano. Parabéns a Prefeitura Municipal de Pacoti, a Secretaria de Cultura e a de Meio Ambiente e a Charme Eventos e Produções, que se uniram para presentear a seus filhos e visitantes o que a cidade tem de melhor. Na área destinada a floricultura a participação da Associação Cearense de Orquidófilos - ACEO, com um stand de orquídeas levadas pelos seus associados. Sucesso absoluto!





No domingo a orquidófila Juliana Coelho ofereceu uma oficina de cultivo de orquídeas bem descontraído, ao público presente, ensinando a cultivar e a plantar. No final distribuiu mudinhas levadas de seu orquidário, em Fortaleza.










Outro momento de descontração aconteceu no chálé de madeira do Italo e Teresa, um cantinho simpático, onde realizamos vários bingos e sorteios, animando a manhã de sábado. De lá fomos todos para o restaurante "Churrascaria e peixaria do Sr. Luiz", para saborearmos uma gostosa galinha à cabidela preparada exclusivamente para nós.








E a noite nem sempre virava em pizza, embora nos encontrassemos no Kalabar, uma pizzaria bem em frente ao pólo de lazer. Comemoramos até os quinze anos da neta da Maria Lúcia, uma orquidófila muito querida, com direito a bolo confeitado, velinhas e refrigerantes.






Na companhia de bons amigos, como o Nicodemos, que não dispensava uma boa piada, passamos três dias agradabilíssimos, já fazendo planos para voltarmos no próximo ano, mesmo destestando frio. Sabe que nem senti que estava fazendo 13ºC!.



Ficamos hospedados mais uma vez na Estação Ecológica da UECE, que só tem um defeito, o café da manhã é regado a iguarias regionais (canjica, mugunzá, tapioca, bolo de milho e de macaxeira, nata, pão, banana caramelada, coalhada e tantas outras comidas gostosas que nos levam a querer comer de tudo e no final uns quilinhos a mais sempre trazemos de lá. A boa e agradável companhia do Prof. José Júlio da Ponte e Dra. Erbene merecem um destaque, sempre receptivos e bem humorados.

E de lá voltamos, apesar da gordurinha a mais, espiritualmente estávamos mais leves para enfrentarmos o corre-corre da semana que se iniciaria. Até 2010 Pacoti!

4 comentários:

cecilia disse...

Para nós que amamos a Natureza,ler os comentario já é motivos para voarmos nas asas da imaginação.
Ai que inveja...

katia disse...

Olá, Vera:
Que lugar lindo, já sou apaixonada pelas praias do Ceará e agora você nos apresenta a Serra, com direito a friozinho e tudo mais, fiquei encantada!
Abraços, Katia

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Olá Cecília, um dia você voará não nas asas da imaginação, mas subindo a serra, como nós. Abs, Vera

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Kátia, minha querida, o lugar é lindo mesmo, pena que não dá para colocar todas as fotos que queremos. Um dia venha ver um por do sol no mirante da Serra de Pacoti. Nunca mais vai esquecê-lo.
Abs, Vera